Fundo do Idoso

Fundo do Idoso

Universidade aberta à pessoa idosa

Quem pensa que lugar de idoso é em casa, descansando, sabe que a realidade não é bem essa. Muitos ainda trabalham, são arrimos de família. E mesmo o corpo não sendo o mesmo de antes, e a saúde mais vulnerável, eles se demonstram pessoas cada vez mais ativas ao procurarem qualidade de vida, e continuarem a estudar e desenvolver-se. O problema é apenas encontrar esse lugar.

A reinserção do público idoso na sociedade é um dos conflitos da modernidade a serem superadas. Estima-se que daqui a 50 anos ocorrerá o maior incremento na proporção de idosos. Hoje, o Brasil possui 9,1% da população acima de 60 anos. Dados estatísticos apontam que o país vai chegar em 2025 com uma população próxima a 34 milhões de pessoas acima dos 60 anos. Inserido nesse contexto, atualmente, a cidade de Contagem possui mais de 57 mil idosos, segundo dados do Censo de 2010.

Visando contribuir para o atendimento das inúmeras demandas do público na Cidade de Contagem, a Una Contagem e o Instituto Anima, criou a “Universidade Aberta a Pessoa Idosa Una”, um programa gratuito de educação permanente para pessoas com idade acima de 60 anos. O lançamento ocorreu no dia 08/10/2013.

O programa oferta aulas de Informática, Direito da Pessoa Idosa, Finanças Pessoais, oficinas, palestras, capacitações, treinamentos e consultorias para organizações não governamentais voltadas para atender as demandas dos idosos.

Em 2015 o programa ampliará ainda mais suas atividades, e irá ofertar também aulas de Arte e Comunicação, Inglês, Alfabetização, além de oficinas de Cinema, Teatro, Fitoterapia, Hortas Verticais, Gastronomia e outras. Serão oferecidos ainda serviços de atendimento jurídico e atendimento psicológico.

O programa é uma iniciativa da Faculdade Una de Contagem, juntamente com o COMIC- Conselho Municipal do Idoso de Contagem (COMIC), a Secretaria Municipal da Pessoa Deficiente e Mobilidade Reduzida e Atenção a Pessoa Idosa (SEPEDI), e mais de 30 grupos de convivência da cidade.

Cursos

Inclusão Digital da Pessoa Idosa:

A oferta de aulas de informática tem como objetivo principal possibilitar à inclusão digital e reinserção social da pessoa idosa, capacitando-as ao uso da microinformática básica e das redes sociais tecnológicas de comunicação. Capacitação ao uso do computador; Uso de programas básicos; Navegação internet; Uso de redes sociais.

A Terceira Idade Conhece seus Direitos:

A oferta de aulas de direito aplicado à pessoa idosa tem como objetivo principal, possibilitar o acesso à informação e conhecimentos sobre estatuto do idoso, Direito Previdenciário, violência à pessoa idosa etc. Aulas semanais. Seminários e palestras.

A terceira Idade Controla suas Finanças:

A oferta de aulas de finanças pessoais tem como proporcionar aquisição de conhecimentos de matemática financeira, empréstimo bancário, orçamento familiar, cálculo da aposentadoria, cálculo da inflação, aplicação de recursos financeiros etc. Aulas semanais.

Oficinas

A Terceira Idade faz Fitoterapia

A Fitoterapia ou terapia pelas plantas é uma das mais antigas práticas terapêuticas da humanidade. Ela remonta há cerca de 8.500 a.C. e apresenta origens tanto no conhecimento popular (etnobotânica) como na experiência científica (etnofarmacologia). As plantas contêm princípios ativos capazes de curar diversas doenças e foi a partir do reconhecimento destas propriedades terapêuticas que se deu o surgimento da medicina alopática moderna. A Atividade “A terceira idade faz Fitoterapia” é um instrumento que visa articular e consolidar o conhecimento da população idosa referentes à Fitoterapia a uma realidade prática. Serão apresentados os nomes científicos corretos das plantas, os nomes populares, as formas de identificação visual e uso terapêutico. Serão também distribuídos panfletos informativos e elaborados chás.

A Terceira Idade faz Hortas Verticais

A procura por uma alimentação mais saudável e um modo de vida mais natural tem sido cada vez maior. É possível cultivar uma mini-horta mesmo em espaços reduzidos, utilizando materiais recicláveis como latas, garrafas PET, embalagens e sem o uso de agrotóxicos. Esta atividade tem como objetivo despertar o interesse da população para técnicas de cultivo de hortas caseiras, estimulando a produção e o consumo de alimentos mais saudáveis. As plantas que mais se adaptam às mini-hortas caseiras são aquelas utilizadas como temperos, ervas aromáticas e chás: cebolinha, salsinha, manjericão, hortelã, orégano, erva-cidreira e alecrim, entre outras.

Consultoria:

O programa oferece consultoria para instituições da cidade de Contagem que atuam no atendimento da pessoa idosa. São consultorias nas diversas áreas da gestão, tais como: Comunicação, Financeira, Contábil, Pessoas e Processos.

Pesquisa:

O município de Contagem, apesar do acelerado crescimento de sua população idosa, ainda não conta com um levantamento sistematizado sobre a quantidade de grupos de convivência de idosos existentes na cidade, bem como sobre o perfil sociodemográfico do público que integra os grupos de convivência, suas perspectivas de associação e as atividades e dinâmicas que compõem o funcionamento desses grupos. Desse modo, há uma carência de dados necessários ao desenvolvimento de estratégias que fortaleçam o estímulo ao protagonismo sociopolítico dos idosos, indispensável à ampliação e efetiva garantia dos direitos sociais.

Assim o projeto de pesquisa “Mapeamento do Perfil dos Grupos de Convivência de Idosos de Contagem”, tem como objetivos principais:

  • Diagnosticar o perfil de gênero, social, familiar, de saúde, de acesso às políticas para a terceira idade e de participação dos idosos no controle social dessas políticas;
  • Identificar as demandas sociais dos idosos participantes dos grupos de convivência;
  • Conhecer os objetivos centrais de cada grupo de convivência, bem como suas atividades, a dinâmica de funcionamento e como os mesmos se relacionam com a perspectiva do envelhecimento saudável, autônomo e ativo.